49 visualizações

Audio:

10.06.2018 CRÔNICAS DE ALEXANDRE FERNANDES Publicado em: 10/6/2018
  • Categoria: JUNHO

10.06.2018

CRÔNICAS DE ALEXANDRE FERNANDES

Flores e os espinhos

 

O excelentíssimo prefeito municipal de Ariquemes, Thiago Flores, faz jus ao seu sobrenome, pois se depende-se de sua generosa boa vontade e atitude de praticar boas atitudes, tudo certamente seria um jardim de flores.

 

Um comportamento um tanto atípico para quem optou ao exercício público na área da secretária pública onde é um para raio de problemas sociais. Ser delegado de polícia civil onde só mazelas da sociedade lhe sobre caem diuturnamente, 24 horas e por 365 dias ao ano, não é apenas uma opção de vida profissional, mas acima de tudo, é preciso ter muita resiliência profissional.

 

Todos nós sabemos que administrar uma família não é uma tarefa fácil, agora pense em se ter empatia numa sociedade de inúmeras situações que permeiam diversas secretarias do executivo municipal. Em atitudes de bom moço e dos modos herdados por uma boa orientação familiar. Thiago Flores iniciou o seu período como gestor de um munícipio de aproximadamente 120 mil habitantes, e já teve o seu primeiro desafio, ao enfrentar o MP na polêmica e corajosa atitude de proibir a liberação de livros com temas de orientações sobre a sexualidade e opções de gêneros. Enfrentou a batalha dos professores, em uma desastrosa decisão de nomear uma servidora da área da educação, que claramente se observava que ali se tratava de influência de terceiros.

 

Mas como a vida não é só de flores, e as rosas só seriam soberbas se não houvesse os espinhos, os abacaxis também fazem parte do cotidiano do prefeito que tem plena consciência da importância de que para se ter uma cidade limpa é preciso promover um mutirão. Um mutirão que assumiu o compromisso de ajudar neste exemplo de cidadania. Um exemplo que deveria ser aprendido pelo legislativo que se não bastasse as discórdia entre os seus pares, buscam em nome do interesse da sociedade promover ainda mais as bandalheiras na sessões em plenários lotados de servidores nomeados pelos representantes eleitos pelo povo. Cadê o povo que não participa!

 

E a velha e persistente polêmica sobre a saúde volta a reinar nos quatros cantos do município. Um problema social que não se tem a esperança de se ver uma luz no fim do túnel e que retornou a ser discutida, onde acusações, ofensas e discórdias engrossam o sangue dos parlamentares da casa de lei. De um lado experientes raposas e de outro lado aprendizes que aos poucos defendem os interesses sociais conforme os seus conhecimentos adquiridos nas suas atividades rotineiras.

 

O que é lamentável disse tudo, é que em breve os ânimos se abrandam e a saúde continuará junto com os seus pacientes aguardando que em breve um solução definitiva seja injetada. Neste triangulo entre o executivo, o legislativo e a sociedade, podemos ter a certeza de que para o mal tem uma alternativa de tratamento e quem sabe a atitude de manter a cidade limpa, não seja um aviso aos eleitores: Vamos fazer um mutirão e continuar limpando a cidade e aproveitem para fazer uma boa limpeza na política. Será que Thiago Flores tem se inspirado no ex-presidente brasileiro, Jânio Quadros? 

Faça seus comentários sobre está notícia

Últimos comentários

 
 
     
   
     
Publicidade:
© 2013 Atlantis News - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Novos Ventos Sistemas